Artistas Mulheres: Territórios Expandidos

Procurando ampliar as discussões acerca das questões de gênero na História da Arte do Rio Grande do Sul, as pesquisadoras do grupo Mulheres nos Acervos lançam um olhar para o acervo da Pinacoteca Aldo Locatelli através da
exposição Artistas Mulheres: territórios expandidos. A mostra é um dos desdobramentos do projeto de pesquisa colaborativo que consiste na coleta, análise e aprofundamento de dados sobre a presença de trabalhos artísticos de autoria feminina nas coleções públicas de arte presentes na cidade de Porto Alegre.

   O levantamento realizado junto à coleção revelou que as artistas representam apenas 29% do acervo (181 artistas, 447 obras). Nesse sentido, em um esforço de traduzir no espaço expositivo o perfil da produção dessas artistas, a curadoria propõe um percurso através de 32 obras ordenadas em seis eixos temáticos. O conjunto explora a questão da territorialidade, que começa nos limites do corpo e se expande para o habitar e o coabitar em sociedade, até que do micro culmina no macro território, representado, sobretudo, na conquista de novos espaços e possibilidades de expressão.

   A partir das imagens, há a tentativa de ativar uma faísca de desconfiança sobre a ideia de que a questão de gênero não entra nas grandes pautas políticas ou que já fora superada. Assim como uma grande pirâmide invertida, sem o micro não existe o macro. Sem os pequenos atos misóginos, não existem os grandes silenciamentos. Sabemos, no entanto, que reunir a produção dessas artistas em uma exposição só de mulheres não é suficiente para reescrever a História da Arte - embora a reunião apenas de homens já a tenha mudado antes. Nosso dever é revelar que elas estão - e estavam - presentes nessa história, e tensionar efetivamente as instituições a reconhecerem tal produção em suas montagens e aquisições.

Curadoria Mulheres nos Acervos
Cristina Barros
Marina Roncatto
Mel Ferrari
Nina Sanmartin

© 2018. Criado por didijuca.com para PINACOTECAS DE PORTO ALEGRE.