Exposições anteriores

uma lâmpada no porão

Secretaria Municipal da Cultura por meio Coordenação de Artes Plásticas aprensenta:

“O que não nos mata nos torna mais fortes”. Esse adágio popular é a síntese da trajetória dos artistas que compõem esta exposição: vieram de um meio onde o imperativo principal era a sobrevivência econômica; a maioria não teve acesso a uma educação e/ou formação no campo das artes, sendo autodidatas (naïfs) que aprenderam sozinhos a “caminhar no céu”.

A formação de um estilo único (no caso desta exposição temos vários exemplos), moldado pelo talento e pela adversidade, os transformou em ícones incapazes de serem imitados/seguidos, apenas admirados. Todos são frutos do mesmo solo seco e árido onde nascem e florescem as melhores oliveiras; e nos ajudam, com a sua arte, a nunca perder a capacidade de nos maravilhar.

© 2018. Criado por didijuca.com para PINACOTECAS DE PORTO ALEGRE.